R.B.

ROLE A BARRA PARA VER TODAS AS PUBLICAÇÕES

Listen to this podcast on Spreaker

Clique no sêlo

Início em maio de 2010

Google Translate

Seja Bem Vindo!


"Para mim, as diferentes religiões são lindas flores, provenientes do mesmo jardim.
Ou são ramos da mesma árvore majestosa.
Portanto, são todas verdadeiras."

Mahatma Gandhi



Muita paz, muita luz a todos!


Examina o sentido, o modo e a direção de tuas palavras, antes de pronunciá-las. Emmanuel

Pesquisa

domingo, 27 de fevereiro de 2011

353vídeos - TVCEI's videos

353 vídeos no endereço:http://vimeo.com/tvcei/videos

(1:35:34)Programa Simples Expressão-Exibido em 10/02/11 Apresentação: Alamar Régis

Programa Simples Expressão de Alamar Régis - Entrevista Severino Celestno
Assista aqui ou no endereço:http://vimeo.com/20247826


Simples Expressão - 22 from TVCEI on Vimeo.

Lembranças


O mundo em que vivemos é propriedade de Deus.
Devemos agradecer as bênçãos de Nosso Pai Celestial, todos os dias.
O coração agradecido ao Senhor espalha a bondade e a alegria em seu nome.
Jesus rendia graças a Deus, auxiliando o próximo.
A Natureza diariamente glorifica a Divina Bondade, na luz do Sol, na suavidade do vento, no canto das aves e no perfume das flores.
Quem ajuda às plantas e aos animais revela respeito e carinho na Criação de Nosso Pai Celestial.
Devo ser bom para com todos, porque Deus tem sido infinitamente bom para comigo, em todas as ocasiões.
Quem trabalha com alegria mostra reconhecimento ao Céu.
Cooperando de boa-vontade com os outros, estaremos servindo a Deus.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Pai Nosso. Ditado pelo Espírito Meimei. 19 edição. Rio de Janeiro, RJ: FEB. 1999. 

* * * Estude Kardec * * *

(1:27:46)Mediuns e Mediunidade - Divaldo Franco

http://video.google.com/videoplay?docid=-4576651561193956793#docid=9108020377159778568




sábado, 26 de fevereiro de 2011

A glândula pineal

http://video.google.com/videoplay?docid=-4576651561193956793#docid=-3327644094192421723


Sérgio Felipe de Oliveira é um psiquiatra brasileiro, mestre em Ciências pela USP (Universidade de São Paulo) e destacado pesquisador na área da Psicobiofísica. A sua pesquisa reúne conceitos de Psicologia, de Física e de Biologia. Ele é pesquisador do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo e em seu estudo sobre pineal , chegou à seguinte conclusão: "A pineal é um sensor capaz de 'ver' o mundo espiritual e de coligá-lo com a estrutura biológica. É uma glândula, portanto, que 'vive' o dualismo espírito-matéria. O cérebro capta o magnetismo externo através da glândula pineal".



(1:45:27)I SIMESPE - Severino Celestino - Vidas Sucessivas, Provas e Evidências

http://video.google.com/videoplay?docid=-4576651561193956793#docid=-200062181473604225


(26:33)Série Espirita: Homeopatia e Espiritismo

http://video.google.com/videoplay?docid=-4576651561193956793#docid=-3739051660552552744


Universalidade Espírita: (3:06)II SIMESPE - Carlos Baccelli - Os 3 fatos me...

Universalidade Espírita: (3:06)II SIMESPE - Carlos Baccelli - Os 3 fatos me...: "http://video.google.com/videoplay?docid=-4576651561193956793#docid=3586617100275966660"

Blog de Espiritismo"João Cândido da Costa": (2:09:38)A Evolução do Pensamento Espírita - Carlo...

Blog de Espiritismo"João Cândido da Costa": (2:09:38)A Evolução do Pensamento Espírita - Carlo...: "http://video.google.com/videoplay?docid=-4576651561193956793#docid=3586617100275966660"

(3:06)II SIMESPE - Carlos Baccelli - Os 3 fatos mediúnicos mais importantes da História

http://video.google.com/videoplay?docid=-4576651561193956793#docid=3586617100275966660

(1:36:42)II Simespe - Frederico Menezes - A transição do Planeta após 150 anos

http://video.google.com/videoplay?docid=-4576651561193956793#docid=3586617100275966660

(1:46:32)II SIMESPE - Jacob Melo - Passe - O magnetismo espirita - Teoria e prática

http://video.google.com/videoplay?docid=-4576651561193956793#


O QUE É E O QUE NÃO É ESPIRITISMO


Existe uma confusão muito grande a respeito do que é ou não é Doutrina Espírita ou Espiritismo. Isto porque há pessoas que não sabem que as palavras "espírita" e "espiritismo" foram criadas em 1857, na França, pelo codificador da Doutrina Espírita, Allan Kardec. Somente deveriam utilizarem-se destes termos os locais religiosos ou pessoas que seguissem os postulados desta doutrina.
Assim, cultos e religiões que de alguma forma têm em suas práticas a comunicação de Espíritos e a crença na reencarnação são confundidas erroneamente com o Espiritismo.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

TRAÇOS CRISTÃOS


O cristão deve ser:

No grupo, um ponto de apoio;
Em família, um amparo constante;
No lar uma bênção;
No trabalho a cooperação eficiente;
Na profissão a garantia de idoneidade;
No serviço, um padrão de amor ao próximo;
No dever, a pontualidade;
No problema, um agente de solução;
Na dificuldade, a base do auxílio;
Na crise, o socorro;
No tumulto, a seriedade;
No verbo, a palavra de rumo;
Nas letras, o guia do bem;

Em qualquer experiência da vida, será sempre alguém com Jesus na construção do Reino de Deus.



pelo Espírito Albino Teixeira - Do livro: Tende Bom Ânimo, Médiuns: Francisco Cândido Xavier - Carlos A. Baccelli - Autores Diversos.

Quem são os verdadeiros ESPÍRITAS?

 POR:

Espiritismo SEM Melindres

Endereço: http://espiritismosemmelindres.blog.terra.com.br/2009/08/28/quem-sao-os-verdadeiros-espiritas/

.
 Reconhece-se o verdadeiro Espírita
pela sua transformação moral,
e pelos esforços que faz para
domar suas más inclinações.

(Allan Kardec, ESE., XVII, 4)

Ponderando com Allan Kardec, torna-se simples definir quem é verdadeiro Espírita, afinal os podemos reconhecer pelos esforços que fazem em transformar-se em pessoas moralmente melhores e em domar suas más inclinações, geradas pelas imperfeições milenares que todos carregamos na alma imortal.

No entanto, embora o desejássemos, a temática é mais complexa do que podemos pensar inicialmente. Observando com um pouco de atenção, podemos facilmente reconhecer muitos “espíritas” ainda adormecidos perante suas responsabilidades, adquiridas através dos esclarecimentos que a Codificação oferta a 152 anos.

Vemos pessoas que se intitulam “espíritas” apenas porque são ávidas leitoras de Zíbia Gasparetto, apreciam o seriado “Médium”, assistiram a novela “A Viagem”, ou acreditam que viveram como Faraós ou Rainhas no Egito. Aliás, quando se designam de “espíritas” pode-se até respirar feliz, pois há quem se auto-intitule de kardecista, como se o Espírita seguisse a pessoa Kardec e não a obra dos Espíritos que ele codificou.

Há quem se diga “espírita” sem jamais ter lido O Livro dos Espíritos (LE) e O Evangelho Segundo o Espiritismo (ESE) - a Codificação toda, então, nem se comenta! -, e sem nunca ter se comprometido com o Evangelho no Lar, porque “esquece”, “algo dá errado” ou parece que está “falando sozinho”.

Há quem se afirme “espírita” mas ainda faz o “sinal da cruz”, diz “amém” ao final de suas preces, repete orações decoradas, chama Maria de virgem, bate cartão no cemitério em dia de Finados, batiza seus filhos em outra religião, por apego ao rito ou medo dele ser considerado “pagão”, e casa-se na igreja com a justificativa de que Deus está em todo lugar – e Ele está, mas é ilógico caminhar por duas estradas ao mesmo tempo, especialmente quando se contradizem no trajeto.

Há quem se diga “espírita” porque vai ao Centro Espírita buscar o passe e a água fluidificada, e de boa vontade, ouve a palestra esclarecedora sobre valores morais imprescindíveis à transformação íntima. E na saída compra ou empresta um romance, retornando ao lar certo de que fez tudo o que podia. Mas continua sendo assistido em vez de servidor.

Há “espíritas” que fazem de Bezerra de Menezes um Espírito santo, em vez de reconhecê-lo um incansável trabalhador do Bem que todos podemos imitar; que garantem que Chico Xavier foi Kardec; que fazem tietagem a Divaldo Pereira Franco; que pensam que André Luiz é Espírito superior e não vai mais encarnar na Terra; que leem admirados obras de autores que dizem que Espírito engravida; que se preocupam em saber se seus filhos são índigo ou cristal; que conseguem justificar sua ânsia por um bom filé mal passado através de O Livro dos Espíritos.

Há alguns pobres “espíritas” que se deixam levar pela vaidade, achando que são privilegiados por serem médiuns ou expositores, dirigentes de trabalhos ou de Centros Espíritas; que não saem do Centro sem uma psicografia do seu mentor, que usam o ESE como bíblia, e para o qual a assinatura de nome nobre em uma obra é garantia de verdade e por isso não precisa ser questionada.

O verdadeiro Espírita realmente o é, repetindo ainda uma vez a Kardec, reconhecido por sua transformação moral e pelos esforços em domar as más inclinações que ainda carrega. Mas também o é porque estuda a Codificação inteira e, além dela, busca completar seu conhecimento estudando outras obras sérias, discutindo, comparando, usando a razão, nada aceitando sem refletir a respeito.

O verdadeiro Espírita não deseja continuar a utilizar os apoios milenares que hoje chamamos (por sua função) de “muletas”, e que por séculos sustentaram-nos a fé cega, frágil e inconstante, muitas vezes manifestada apenas porque foi gerada pelo medo, não pela compreensão da Vida e amor ao Criador.

O verdadeiro Espírita não faz do passe uma necessidade, nem da água fluidificada uma vitamina diária. Não faz cara de ingênuo enquanto coloca o mesmo nome nos pedidos de vibrações de vários Centros, pensando que várias equipes de Espírito irão ajudar, em vez de uma só. E ele não é feito de açúcar, se está comprometido com o trabalho, não teme a chuva e o frio, cumprindo sempre com sua parte.

O verdadeiro Espírita não julga todas as dores como atestado de culpabilidade, porque sabe que além de expiações, também vivemos em provas. E ele sabe que é preciso confiar que não existem acasos, e sempre será o que deve ser, mas que neste contexto temos que agir com precaução, responsabilidade, resignação e coragem.

O verdadeiro Espírita não diz que não lê Ramatís porque alguém que também não leu lhe disse que ele é um Espírito pseudo-sábio, mas se concordar com essa ideia foi porque tirou suas próprias conclusões, da mesma forma que o faz com outros autores encarnados ou não. E não esquece da objetiva mensagem de Paulo de Tarso, em I Tessalonicenses 5:21, que diz "Examinai tudo. Retende o que é bom”.

O verdadeiro Espírita não se considera dono da verdade, e por isso não tenta convencer ninguém a lhe aceitar as opiniões (aliás, não precisam aceitar as minhas!), não se melindra porque seus alvitres não são aceitos, não se exclui de um grupo porque não foi atendido em sugestão que ofertou para a resolução de um problema ou organização de um evento. Ele trabalha em grupo, democraticamente, cioso de fazer o melhor pelo Espiritismo, pelos Assistidos, pelos Espíritos, pela Causa Social, e não pelo seu Ego.

O verdadeiro Espírita não faz de conta que já vive de bônus-hora, reconhece que permanece encarnado, cumpre com as responsabilidades para com “César” (coisas do mundo) sem deixar de lado as coisas de Deus (espirituais). Ele vota, se candidata, contribui financeiramente com o sustento da Casa a que se vinculou, sem fingir que despesas se pagam com preces.

O verdadeiro Espírita lerá este texto até o final e reconhecerá que algumas realidades podem ter sido ditas; verificará se lhe servem, ponderando nos motivos que ainda o prendem a rituais de outras religiões, satisfação egoística, fanatismo e cegueira. E se admitir que realmente está se desviando do sentimento original do Espiritismo, ele procurará domar estas inclinações, estimuladas pelo mundo competitivo em que vivemos, bem como por falanges de espíritos inferiores que há muito desistiram de nos afastar da preciosa Doutrina de Luz, e focam atenção em perverter seus nobres ideais.

Este é o ESPÍRITA que fará diferença no mundo sob este título. Aqueles que se dizem “espíritas” mas ainda caminham paralelamente ao Espiritismo, também são excelentes cristãos, pessoas boníssimas, fazem toda a diferença, mas não são Espíritas, são simpatizantes da Doutrina dos Espíritos.

Fraternais abraços!
Vania Mugnato de Vasconcelos

Fonte:


ANJO da guarda existe?

POR:

Espiritismo SEM Melindres

Endereço:

http://espiritismosemmelindres.blog.terra.com.br/2009/07/03/anjo-da-guarda-existe/

 
Embora não exista nenhuma citação específica na Bíblia, a respeito de "Anjos da Guarda", nas religiões cristãs este termo passou a designar o Espírito Bondoso, que vela individualmente por nós, encarnados, afastando-nos do mal, inclinando-nos ao Bem, em nome de Deus.

O Espiritismo esclarece a inexistência dos "Anjos", enquanto seres especiais da criação, criados superiores a nós, em inteligência e virtudes, o que seria incompatível com a Justiça, Amor e Bondade Divinas, pois Deus nos criou para progredir desde a total ignorância até a perfeição.


Sim, existem "Anjos de Guarda", no entanto o Espiritismo esclarece quem são, porque estão entre nós, quais os laços que os aproximam, e qual sua influência.

O termo "Anjo", palavra de origem não espírita, foi também utilizado algumas vezes por Allan Kardec, porém, a forma como o Espiritismo prefere dirigir-se a estes amigos da espiritualidade é desvinculada de outras religiões, ofertando melhor compreensão de seu papel: “Mentores espirituais", "Espíritos Guardiões", "Espíritos Protetores", "Amigos Espirituais", são os títulos utilizados por serem mais compatíveis com as relações que mantemos com eles.

Na visão espírita, "Anjos da Guarda" são Espíritos que atuam fora da matéria, e tem por missão acompanhar o homem durante a vida carnal, ajudando-o a progredir através de intuições, de caráter moral elevado, pois são de natureza superior àqueles que protegem. 

Estes "Espíritos Protetores" tem missão específica junto a nós: aconselhar, consolar, sustentar, durante as provas que a vida impõe, provas que servem para nosso desenvolvimento e quitação da consciência perante as leis divinas. 

Cada "Mentor Espiritual" é designado a seu protegido antes do nascimento, acompanhando-o do nascimento até a morte física. Laços de afeto são criados entre eles e nós, e não raro já fazem parte de nossa história espiritual, tendo conosco transitado pelas diversas encarnações. Como evoluíram mais rapidamente que nós, doam-se amorosamente na missão de nos auxiliar a encontrar o caminho do verdadeiro Amor. 

Ao contrário do que pensamos muitas vezes, nossos "Espíritos Guardiões" não nos salvam de nós mesmos; não nos impedem de errar, através de alguma interferência sobrenatural; não nos desviam de nossas provas; não evitam nossas expiações. Sabem eles que estamos na escola da vida, e que dor e sofrimento são educadores da alma rebelde, e que se estão em nossa jornada, é porque semeamos também, por ignorância, amargura e lágrimas. 

Como seres que nos amam, comprometidos que são com nosso sucesso moral, sabem que as experiências nos auxiliarão no despertar para o Amor, Caridade, Fraternidade, Moral Crística, Fé… A lágrima derramada ao receber a vacina da dor, cura-nos do vírus da indiferença, do ódio, da mágoa doentia, da preguiça. O remédio é amargo, mas como pais amorosos, estão ao nosso lado, dando-nos força e coragem. 

Estes "Amigos Espirituais" sempre nos oferecem o colo carinhoso, o estímulo à coragem, a intuição da necessidade de resignação… Em N momentos, do mais delicado ao mais importante, estão conosco. Não nos ajudam a acertar na loteria material, mas nos apoiam na conquista do enriquecimento dos bons sentimentos, nas experiências da vida carnal. 

Uma prece dirigida a tais amigos, é como um abraço… Oremos por eles, em gratidão; oremos com eles, para nosso sucesso, que é o que desejam, mais que tudo.

By Vania Mugnato de Vasconcelos

Este texto foi escrito para a 2ª Edição do JORNAL À LUZ DO ESPIRITISMO
Disponível no Site Grupo Espírita Nova Era, Semeando Esperança – G.E.N.E.S.E.

Instituto da Divulgação

Revivendo a pureza primitiva da Boa Nova, o Espiritismo traz Jesus de volta às praças e ruas movimentadas do mundo, a fim de conviver com os padecimentos ultrizes que vergastam as multidões atônitas da atualidade.”
Francisco Spinelli
LEIA MAIS NO ENDEREÇO:
http://www.ocentroespirita.com/centroespirita/divulgacao.php

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

(51:08)Palestra de encerramento do 6º Congresso Espírita Mundial em Valencia na Espanha. Tema: Uma Nova Era para a Humanidade proferida em espanhol por José Raul Teixeira.

Palestra: Uma Nova Era para a Humanidade - José Raul Teixeira from Rede Amigo Espírita on Vimeo.

(44:30)Programa Conexão Reporter - Vida após a morte exibido no SBT no dia 04/11/2010 onde o tema foi "Vida após a morte" e entrevistou o médico Dr. Sérgio Felipe de Oliveira

Programa Conexão Repórter - Vida após a morte from Rede Amigo Espírita on Vimeo.

II Simespe - Richard Simonnetti - O Espiritismo e o sonho cristão

Raul Teixeira e a Educação Espírita

(1:41:15)Justiça da Reencarnação - Raul Teixeira

(1:52:35)A Reencarnação através dos tempos - Divaldo Franco

Música espírita - Prece de Cáritas - musica espirita

Música espírita - Prece de Cáritas - musica espirita

Pesquisa Espírita - Curso Reforma Íntima

Curso Reforma Íntima

VIDA PLENA

21- O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO
( ALLAN KARDEC )
CAPÍTULO III: HÁ MUITAS MORADAS NA CASA DE MEU PAI
ITENS 3,4e 5 : DIVERSAS CATEGORIAS DE MUNDOS HABITADOS

Kardec, através dos estudos dos relatos de muitos espíritos, de diferentes graus evolutivos, fez uma classificação dos mundos habitados, classificação relativa  em comparação com a Terra, pois aprendeu que há mundos mais atrasados e outros mais adiantados do que o que habitamos.
   É interessante observar a lógica da pluralidade dos mundos habitados (um dos princípios da doutrina espírita ), como conseqüência da existência e imortalidade dos espíritos, do  seu processo evolutivo e da criação constante de novos seres vivos, que um dia se transformarão em  espíritos .Sendo estes imortais, sendo a criação dos mesmos constante, todos sujeitos à evolução segundo o livre arbítrio de cada um, tem de haver moradias, lugares apropriados a esses espíritos. 
   Qualquer pessoa que pensa, ao olhar à noite, o céu estrelado, mesmo vendo uma ínfima parte do universo infinito, não pode deixar de pensar que deve existir seres vivos habitando-os.
   Segundo os ensinamentos dos espíritos, os mundos se apresentam muito diferentes uns dos outros, tanto física como moralmente, de acordo com o grau de evolução de seus habitantes. Quanto mais atrasados, quanto mais materializados seus  habitantes, mais inferior é esse mundo.
   Assim, Kardec aprendeu que existem mundos  inferiores, intermediários e superiores, havendo, em cada tipo, diversos graus de diferenciação evolutiva.
    Nos mundos inferiores, “ a existência é toda material, as paixões reinam soberanas, a vida moral quase não existe”, de modo que seus habitantes vivem quase que, exclusivamente, objetivando sua sobrevivência e a satisfação das suas necessidades físicas e materiais.
    Nos mundos primitivos, onde se dão as primeiras encarnações dos espíritos, os homens vivem  mais guiados pelos instintos do que pela razão, pois esta aí começa a  desabrochar-se.
   Nas lutas pela sobrevivência, na satisfação das suas necessidades físicas e biológicas, vão desenvolvendo suas qualificações espirituais, lentamente, egocentricamente, preocupados apenas consigo mesmo. Esse egocentrismo, parece-nos, absolutamente, necessário para que o homem desenvolva mais tarde, muito mais tarde, o amor por si mesmo e  muito mais tarde ainda,  o amor ao próximo. A Terra já foi um deles.
   Nos mundos intermediários, o bem e o mal se mesclam, predominando o último quanto mais rude e atrasada é a sua humanidade, e o primeiro quanto mais caminhou  sua humanidade no seu desenvolvimento intelectual e moral. Quando este último se torna preocupação de muitos, talvez da maioria, e quando esta maioria busca com determinação a igualdade, a fraternidade e a solidariedade, esse mundo está preparado para  mudar de categoria.
   Nos mundos superiores o bem prevalece, a luta pelos valores materiais é inexistente, trabalha-se pelo bem de todos, através do bem, da fraternidade, da solidariedade. Quanto mais elevado, pelo adiantamento espiritual dos seus habitantes, mais reina a felicidade e a paz.   
   Kardec fez então, uma classificação mais diferenciada dentre as três categorias, sempre de acordo com o grau de adiantamento de seus habitantes: mundos primitivos, com homens bem animalescos, vivendo quase que exclusivamente segundo seus instintos, cada um por si, e somente após um algum desenvolvimento da razão, começam  a perceber o outro como um indivíduo igual a ele;  mundos de expiação e de provas, conhecidos por nós , pois a Terra é um deles, onde o mal predomina e o bem encontra dificuldade para agir; mundos regeneradores, cujos habitantes são mais felizes do que na Terra, embora ainda tenham débitos a expiar. Todavia essa expiação já não é feita com tanta angústia e sofrimento como na Terra, visto que seus habitantes a compreendem como libertação de um passado de ignorância e faltas contra seus irmãos. Expiam-nas com alegria, no exercício do bem a todos; mundos felizes, onde o bem supera o mal, tornando-se o viver pleno de realizações nobres, em gozos espirituais que nós, homens da Terra nem temos condições de avaliar; mundos celestes ou divinos, moradas dos espíritos purificados, onde o bem , o amor reina absoluto no coração e na mente de todos.
   Os três primeiros servem de moradias aos espíritos sujeitos à leis da reencarnação em mundos materiais, porque ainda estão em desenvolvimento do seu potencial espiritual.
    Nos dois últimos são para espíritos que não precisam mais do concurso de mundos materiais. Trabalham, aprendem, criam de outras formas. Colaboram,  eficientemente, nas obras do Pai, auxiliando seus irmãos em desenvolvimento. Vivem a vida plena do Espírito Imortal!
    Os espíritos encarnados em mundos materiais não permanecem sempre no mesmo. Quando nada mais têm de aprender com as experiências que ele proporciona, passa a reencarnar-se em um mundo superior, onde continua fazendo a sua evolução, o seu desenvolvimento.  E assim, sucessivamente, até atingir o estado de espírito puro. É assim que se cumprem as palavras de Jesus : “ Nenhuma ovelha que o Pai me confiou se perderá.”
   São sábias e perfeitas as leis divinas!
   Quando, após um relativo desenvolvimento intelectual, em mundos inferiores, se inicia o desenvolvimento moral e este, crescendo na mente e na sensibilidade, sendo vivenciado dentro das possibilidades de cada um, a vida material vai deixando de influenciar, com exclusividade o homem, de tal forma que “nos mundos  mais avançados, a vida é, por assim dizer, toda espiritual.”
   Convém lembrar também que dentre os mundos da mesma categoria há diferenciações, sempre de acordo com o grau de evolução predominante em seus habitantes. Assim, há mundos de expiação e de provas piores ou melhores do que a Terra.
   Pode- se permanecer no mesmo,  quando esse mundo muda de categoria, continuando a oferecer ,então, oportunidades de novas experiências, mais adequadas ao grau de evolução de seus habitantes. Mas, desde que não se tem mais nada a aprender no mundo em que se está, liberta-se o espírito da necessidade de reencarnação em mundo igual ao seu.
   “ Os mundos são as estações em que eles ( os espíritos) encontram os elementos de progresso proporcionais ao seu adiantamento. É para eles uma recompensa passarem a um mundo de ordem mais elevada, como é um castigo prolongarem sua permanência num mundo infeliz, ou serem relegados a um mundo ainda mais infeliz, por se haverem obstinado ao mal.”

Bibliografia:

1- Allan Kardec: O LIVRO DOS ESPÍRITOS, Livro Primeiro: Capítulo III : CRIAÇÃO, V : pluralidade dos Mundos. Capítulo IV, PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS, III e IV: Encarnação nos Diferentes mundos e Transmigração Progressiva. Capítulo VI, VIDA ESPÍRITA, I e II: Espíritos Errantes e Mundos Transitórios.


2 – Emmanuel : A CAMINHO DA LUZ, capítulo III ; As Raças Adâmicas.
Leda de Almeida Rezende Ebner
Fevereiro / 2002

Fonte:

http://www.cebatuira.org.br/EvangelhoSegundooEspiritismo/evangelhosegundooespiritismofevereiro03.htm


terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

NORMA DE VIDA


Sinto-te o coração dorido em prece
E perguntas, em pranto, alma querida e boa:
- "Como guardar a fé, sem que a prova nos doa
Nos recessos do ser?
Uma norma de paz haverá sobre a Terra,
Que consiga sanar as chagas da alma triste?"
Sem pretensão, respondo que ela existe:
- Trabalhar e esquecer.

A própria Natureza é um livro aberto.
Recorda o tronco antigo e a tempestade;
Desçam raios do céu, a nuvem brade,
Sob a crise da noite a estremecer,
Ei-lo, porém, ereto e firme, agüentando a tormenta...
Quebra-se-lhe quase toda a ramaria,
Ele guarda, no entanto, as instruções da vida:
- Trabalhar e esquecer.

Vejo a terra humilhada na lavoura,
Ferida e massacrada
Ao peso do trator e entre golpes de enxada
Tem nos vulcões rugindo o seu bravo gemer...
Mas, mesmo assim, produz o pão do mundo,
Injuriada e revolvida
Atende a ordenação que recebe da vida:
- Trabalhar e esquecer.

O fio dàgua que nasceu na serra,
Pouco a pouco se fez amplo regato,
Percorrendo quilômetros de mato,
A correr e a correr...
Dessedentando pombos e serpentes,
Sofre a baba do lobo que o domina
E segue para o mar, ante a norma divina:
- Trabalhar e esquecer!...

Assim também, alma querida e boa,
Se carregas contigo farpas de amargura,
Desencanto, tristeza, desventura,
Chora, mas faze o bem - nosso alto dever...
Quanto às pedras e empeços do caminho,
Desengano e aflição, mágoa e mudança,
Olvida!... E segue as vozes da esperança:
- Trabalhar e esquecer!...



pelo Espírito Maria Dolores - Do livro: Assembléia de Luz, Médiuns: Francisco Cândido Xavier.


Novas Doutrinas, novas denominações! (22 de Fevereiro de 2011)

Francisco Rebouças

“Mas quando ouviram falar da ressurreição dos mortos, uns escarneciam e outros diziam: acerca disso te ouviremos outra vez.” – (ATOS, CAPÍTULO 17, VERSÍCULO 32.)


O encontro de antigos, dedicados e fiéis trabalhadores da Seara espírita, com diversos outros tipos de seguidores da filosofia ensinada pelos Espíritos Superiores, na Codificação do Espiritismo, codificada por Allan Kardec, traz-nos à memória o acontecido no contacto de Paulo de Tarso com os atenienses, no Areópago, que nos apresenta lição interessante sobre os possíveis novos discípulos.

Diz-nos Emmanuel, pela psicografia de Chico Xavier, que “Enquanto o apóstolo comentava as suas impressões da cidade célebre, aguçando talvez a vaidade dos circunstantes, pelas referências aos santuários e pelo jogo sutil dos raciocínios, foi atentamente ouvido. É possível que a assembleia o aclamasse com fervor, se sua palavra se detivesse no quadro filosófico das primeiras exposições. Atenas reverenciá-lo-ia, então, por sábio, apresentando-o, ao mundo, na moldura especial de seus nomes inesquecíveis.

LEIA MAIS NÊSSE ENDEREÇO: 

Pesquisa Google-Novidades

 Endereço:

Atriz Ana Rosa conta que já recebeu mensagens de sua filha morta



Leia matéria completa no endereço:


Ana Rosa é espirita desde 1978 Ana Rosa é espirita desde 1978


A atriz Ana Rosa que participou da série "A Cura" em 2010, falou em entrevista ao caderno de "Variedades" do "Jornal da Tarde" dessa quinta-feira, dia 17, sobre espiritismo e a perda de seus dois filhos.
Leia mais no endereço:http://www.band.com.br/entretenimento/gente/conteudo.asp?ID=100000401473

Federação promove encontro sobre Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita

 POR: BOA VISTA AGORA
ENDEREÇO:
 

A Federação Espírita Roraimense (FER) promove no dia 19 deste mês, o I Encontro Motivacional do ESDE (Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita). O objetivo é esclarecer as pessoas sobre o que é o Espiritismo e sobre a metodologia de estudo da Doutrina, orientada pela Federação Espírita Brasileira (FEB).

O Encontro será realizado, das 15h às 17h, no Centro Espírita Lírio dos Vales, que funciona na av. Ene Garcez, Centro. O evento é gratuito e aberto a todas as pessoas que se interessem pela Doutrina.

A presidente da FER, Francisca Vera Moreira Israel, explicou que o Encontro é uma forma de incentivar que mais pessoas se dediquem ao estudo sério e orientado da Doutrina. Ela esclareceu que o ESDE, programa básico de estudo, é oferecido gratuitamente em várias casas espíritas que funcionam na capital.

“As pessoas que têm interesse pelo Espiritismo encontram no ESDE, um roteiro seguro para conhecerem os fundamentos da Doutrina. Neste encontro, vamos poder esclarecer algumas dúvidas dos participantes e orientá-los a integrarem um dos grupos de estudos que funcionam nos Centros Espíritas da capital. Este trabalho é de extrema importância para a divulgação da Doutrina e para desmistificarmos muitos conceitos equivocados sobre o espiritismo que, infelizmente, ainda são comuns em nossa sociedade”, afirmou Vera.

As aulas do ESDE são realizadas uma vez por semana, com duração média de 1h30. O curso é gratuito e os horários são organizados de acordo com o cronograma de atividades das Casas Espíritas. Para integrar um grupo de ESDE, basta procurar o Centro Espírita mais próximo de sua casa e fazer a sua inscrição. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: 8114 4339.

ESDE – O programa de Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita é desenvolvido em três anos seguidos onde o aluno tem contato com os conceitos básicos do Espiritismo, estudando primordialmente, questões fundamentais de O Livro dos Espíritos, uma das obras básicas da Doutrina.

No Programa Fundamental I, são abordados temas referentes à primeira, segunda e terceira parte do Livro dos Espíritos, como Deus, a Codificação Espírita, Introdução do Livros do Espíritos, etc.

No Programa Fundamental II, o aluno tem contato mais aprofundado com as questões abordadas nas terceira e quarta parte de O Livro dos Espíritos, estudando principalmente, as Leis Morais. No terceiro ano, estuda-se o Programa Complementar onde são aprofundados os estudos referentes à vida espiritual, fluidos, fenômenos e mecanismos da mediunidade. Para o estudo é utilizado o material produzido pela Federação Espírita Brasileira, utilizado em todas as casas espíritas do país que aderem à metodologia recomendada pela FEB.
 
Fonte:
 
 

Confraternização das Mocidade e Juventudes Espírita será em abril

Confraternização das Mocidade e Juventudes Espírita será em abril
10/02/2011 - 15h45
9ª COMJESP 2011
Confraternização das Mocidade e Juventudes Espírita do Estado de São Paulo - 21, 22, 23 e 24 de abril 2011


A Comjesp, Confraternização das Mocidade e Juventudes Espírita do Estado de São Paulo, é realizado pela USE-SP e organizado pelo Departamento de Mocidade, e tem como objetivo:


a) confraternização dos Membros de Mocidades e Juventudes Espíritas do Estado de São Paulo;

b) estudo da Doutrina Espírita;
c) estímulo à vivência dos princípios espíritas e;
d) estímulo à busca do autoconhecimento;
e) incentivo à participação e integração dos jovens nos trabalhos de Mocidade e Movimento Juvenil de Unificação;
f) preparo do jovem para o trabalho nas Casas Espíritas.

Em 2011, a Comjesp será realizada na cidade de Guarulhos, e o tema foi escolhido por todas as Mocidades Espíritas do estado.


Neste site você encontra todas as informações sobre o evento e pode entrar em contato com a Comissão Organizadora bem como fazer sua inscrição para a Comjesp e obter informações sobre as Prévias.


Vamos juntos construir um movimento melhor, afinal de contas "Juntos podemos fazer mais".

A Confraternização das Mocidades e Juventudes Espírita do Estado de São Paulo é um encontro de mocidade que ocorre somente a cada 5 anos no feriado da chamada “Semana Santa”, e em 2011 será sediado em Guarulhos, nos dias 21, 22, 23 e 24 de abril.

Todas as informações estão no site: 
www.usesp.org.br/comjesp/

Livros Espíritas Em PDF

Pesquisa-Livros Espíritas em PDF

Seminário na Italia, em Lecco, com Humberto Werdine

http://4.bp.blogspot.com/-XHelQSHLc2Y/TWMM6e8ItSI/AAAAAAAACs0/jjxlFl3wSWE/s1600/Humberto_Werdine+%25283%2529.jpg



Seminário na Italia, em Lecco, com Humberto Werdine
Obsessão Espiritual como doença da Alma, jà reconhecida pela Medicina...
Ciência Médica se aproximando e confirmando a Ciência Espiritual.

Uma nova postura da medicina frente aos desafios da espiritualidade.

A OMS Organizaçao Mundial da Saùde passou a reconhecer e definir saùde como o estado de completo bem estar do Ser Humano Integral, biològico, psicològico e espiritual.
Desta forma, a obsessão espiritual, oficialmente, passou a ser reconhecida na medicina .... Portanto, a obsessão espiritual como uma enfermidade da alma, merece ser estudada de forma séria e aprofundada.
(parte do artigo de Osvaldo Shimoda)

Não por acaso este artigo veio parar em nossas mãos, já que coincide com o Seminário sobre Obsessão que o GLAK esta organizando para o dia 06 de Março, com Humberto Werdine, dando continuidade a programação dos Encontros Fraternos propostos pela USI – Unione Spiritica Italiana.

“Obsessão: como e porque acontece, prevenção e cura”

Data: Domingo 06 marzo de 2011
Local: Sede do Glak – Via dei Pescatori, 43 Lecco.
Horário: das 10:30 às 12:00 – 1ª parte
das 12:00 às 13:30 – almoço fraterno
das 13:30 às 15:30 – 2ª parte
Idioma: Português com tradução ao italiano
Maiores informações: 039 380 290 37 56 Regina Piccoli
Entrada Franca

Humberto Werdine, casado, pai de 4 filhos, engenheiro, Especialista Senior de Segurança Nuclear, trabalhou durante 7 anos na Division of Nuclear Installation Safety da ONU em Viena e atualmente é Diretor de Projetos de Novas Usinas N ucleares, da Iberdrola Ingeniería y Construcción, Espanha.
Na Europa, vem trabalhando para a divulgação da Doutrina Espírita, já tendo realizado palestras, conferências e seminarios na Inglaterra, Holanda, Itália, Bélgica, Austria, Espanha, Suécia e Alemanha.

Francisco Rebouças

Seminário sobre Mediunidade em Munique

Convite: Seminário sobre Mediunidade

Data: dia 26 de março de 2011

Expositora: Gorete Newton, de Winterthur - Suiça
Aspectos abordados:
Mediunidade e responsabilidade, reflexões importantes.
Manutenção de Reunião Mediúnica: Vencendo as crises e mantendo o trabalho.

Neste seminário Gorete nos falará
• sobre as dificuldades que sofrem os trabalhos mediúnicos.

• porque tantos trabalhos mediúnicos começam e logo terminam e como podemos mantê-los sem que se dissolvam.

• sobre os tipos de dificuldades que atravessam os que servem no campo mediúnico e como vencê-las.

• sobre médiuns, doutrinadores e equipe de sustentação.

• e ao final esclarecerá as dúvidas que cada um traz.

Todos são muito bem vindos!

Dia: 26 de março de 2011
Início: 14h
Pausa: 16.30 – 17h
Encerramento: 19h
Idioma: Português

Entrada: franca

Endereço: Geeak - Korbinianstr. 5a, 80807 Munique
Telefone para contato: 0162 660 3214
Um forte abraço, rogando a Deus nos abençoe e fortaleça.
Carinhosamente,
Cleide Ferreira

As mães de Chico Xavier - Cartaz

As Mães de Chico Xavier
Para todos que buscam respostas às dúvidas existenciais longe de dogmas, nunca houve um momento da história tão propício, com tanta divulgação de obras enriquecedoras na literatura, até em algumas novelas como A Viagem e Alma Gêmea.

Cartaz As Mães de Chico Xavier

Para todos que buscam respostas às dúvidas existenciais longe de dogmas, nunca houve um momento da história tão propício, com tanta divulgação de obras enriquecedoras na literatura, até em algumas novelas como A Viagem e Alma Gêmea. Agora também nos cinemas. Não é uma onda, mas um gênero novo que se estabeleceu para ficar. Interessante o quanto a mediunidade tem sido tema de tantos filmes, como Além da Vida de Clint Eastwood e Biutiful com Javier Bardem, ambos ainda em cartaz. Sempre foi um tema que fez sucesso em Hollywood, se formos recordar tantos outros com temas metafísicos, reencarnação, obsessão, como Além da Eternidade, A Casa dos Espíritos, Amor Além da Vida, Ghost, Manika, Pequeno Buda, Sexto Sentido, O Fenômeno, Revelação, Voltar a Morrer.


Herson Capri e Via Negromonte

Não sei de nenhuma personalidade que houvesse recebido três blockbusters em homenagem ao ano de seu centenário. O primeiro, de Daniel Filho, foi sua biografia. O segundo, sua masterpiece, o bestseller Nosso Lar, cuja continuação já está programada. Esse terceiro filme, embora não o seja oficialmente, poderia ser considerado como uma sequência do primeiro, por tratar-se da vida, do lado pessoal.
Agora, o abençoado redator da sucursal do céu retornou à pátria espiritual e não está mais entre nós, os autodenominados “vivos”. Mas sua obra ficou. É nessa parte de sua vida que Chico se sentia mais recompensado: pelo poder de mitigar as dores, mostrando que a vida continua. O filme dedicado ao apóstolo mineiro de Jesus é sobre as psicografias desse homem simples e de pouco estudo. Não é sobre o patrimônio cultural herdado pela humanidade com mais de 400 obras, nenhuma admitida por ele de ser o autor. Sua produção literária mediúnica legitimou a ideia de imortalidade da alma, a ponto de ser aceita por praticantes de outras religiões. Esse filme trata sobre as psicografias pessoais, escritas às mães.
Qual amor maior, senão o de mãe? Há mães que passaram pela dificílima provação de precisar aprender o desapego compulsoriamente, com o desencarne precoce de um filho. Algumas, surpreendidas por acidentes repentinos, outras após longa preparação nas enfermidades que acometeram a flor da sua carne. Não deve haver dor maior. Para milhares dessas mães, nosso saudoso médium Chico Xavier foi uma fonte de luz quente e brilhante na escuridão gelada da dor, com psicografias trazendo detalhes que só seus amados filhos poderiam saber.


Nelson Xavier

Chico é uma unanimidade conquistada dentro e fora do meio espírita. Sua imagem foi construída com base no estilo de vida por ele adotado: dedicação, castidade, renúncia aos bens materiais, sacrifício de si em prol dos outros. O filme As Mães de Chico Xavier estreia 1º de abril e não é apenas espírita nem faz proselitismo. Não é uma obra doutrinária.
Nelson Xavier novamente no papel de Chico é perfeito. É muito mais fácil representar personagens que só habitam o imaginário, mas no caso de Chico, a semelhança com as imagens que guardamos na memória é impressionante.


Vanessa Gerbeli

Assisti ao copião na residência de um amigo dos produtores. Emocionei-me durante os 100 minutos, do primeiro quadro ao último da película. Chorei ao me identificar com as personagens. Nenhuma mãe vai sair intocada das salas de cinema. E aquelas que tiveram que se despedir precocemente dos amores que amamentaram e acariciaram, vão passar por uma catarse que vai funcionar como anos de terapia. Tenho certeza que curas serão processadas no escuro dos cinemas de todo o mundo pela mensagem de esperança que fica. Espero que essa obra, cujo aspecto mais forte é a emoção, possa ser o analgésico espiritual ao chegar aos corações de mães de todas as nacionalidades, pois trata de um tema universal que há de encontrar ressonância nos quatro cantos do planeta. É um filme com excelentes chances de vir a ter uma carreira internacional.

Dia 1º de abril de 2011, num cinema pertinho de você: As Mães de Chico Xavier.

FONTE:REVISTA EVIDENCIA

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Diretrizes para A Divulgação do Espiritismo na Internet



Sinopse

Temos em nosso tempo, uma poderosa ferramenta para propagarmos os ensinamentos da Doutrina Espírita-Cristã que é a Internet. Com cada vez mais pessoas tendo acesso a esse meio de comunicação, o acesso à informação se tornou mais fácil e democrático. Existe porém, um efeito colateral, as pessoas não devidamente educadas moralmente, encontram nessa ferramenta, um meio para cometer crimes e outras más ações. O remédio mais eficaz para combatermos essas más ações é uma salutar doutrina cristã. Ainda que muitos não estejam preparados para crer e praticar esses ensinamentos, outros tantos são capazes de compreender e necessitam desse conhecimento para orientarem suas vidas.

A Doutrina Espírita, que é uma continuação natural dos ensinamentos de Cristo, deve ser semeada para que possa se multiplicar e dar frutos, evitando as dores causadas pela ignorância que ainda existe no nosso mundo. A luz não foi feita para ser restrita a este ou aquele grupo de pessoas, deve estar acessível para que todos a vejam, admirem e se beneficiem dela.
Divulgar Jesus, divulgar Kardec, propagar os ensinamentos que Deus nos envia através dos seus mensageiros é um trabalho do qual todos se beneficiam, e o mundo se torna melhor à medida em que mais pessoas conhecem e praticam a lei de Deus.
Como Divulgar a Doutrina Espírita na Internet

A melhor maneira de divulgar o Espiritismo na internet é através das obras básicas de Allan Kardec, cuja leitura é de grande importância para o conhecimento da doutrina e ciência espíritas.  Outra sugestão é divulgar também mensagens e livros psicografados por Francisco Cândido Xavier, pela sua integridade de caráter e bondade que conquistaram muitos admiradores no Brasil e em outros países. Quando for o caso de indicarmos apenas um livro, a melhor opção seria indicar
O Livro dos Espíritos, que é onde se encontra a parte principal da Doutrina Espírita. Outro livro que é muito importante é O Evangelho Segundo o Espiritismo, que é um dos melhores livros sobre a lei de Deus já escritos, sendo uma leitura recomendável a todos os que desejam conhecer a doutrina.Uma recomendação importante é, quando estivermos apresentando o Espiritismo em um site, e-mail ou conversa, é divulgarmos autores de boa reputação, cuja opinião geral nos mostra que suas obras são confiáveis e têm boa aceitação do público. A divulgação de autores mais polêmicos, deve ser feita com reservas e de preferência entre pessoas que já tenham uma base doutrinária.
Onde Divulgar o Espiritismo Através do Meio Virtual
Na internet, podemos divulgar a Doutrina Espírita por exemplo:
-        Por e-mail entre amigos, familiares e colegas que sejam simpatizantes do assunto.
-        Em fóruns e comunidades onde sejam permitidos temas de caráter religioso.
-        Em salas de bate-papo onde o assunto seja também permitido.
-        Através de sites dedicados ao assunto.
-        Através da arte.


O que Convém Realizar na Propaganda Doutrinária Espírita
-        Explicar com clareza os pontos fundamentais da doutrina.
-        Divulgar as obras básicas de Allan Kardec.
-        Divulgar obras de outros autores de boa reputação, que a razão demonstre serem confiáveis.
-        Produzir conteúdo inédito de acordo com os ensinamentos básicos de Kardec e principalmente de Jesus.
-        Oferecer conteúdo gratuito para estudo.
-        Divulgar artigos espíritas de boa qualidade.
-        Trabalhar de forma ética, honesta e acima de tudo com boas intenções.
O que Não Convém Realizar na Propaganda Doutrinária Espírita
-        Usar meios antiéticos ou ilegais.
-        Levantar polêmicas que não tenham um fim útil.
-        Misturar a Doutrina Espírita com teorias e práticas estranhas a ela como por exemplo: crenças  de correntes esotéricas, religiões afro-brasileiras e outras que ainda que respeitáveis, não seguem as diretrizes de Allan Kardec.
-        Misturar a Doutrina Espírita com filosofias materialistas ou contrárias aos princípios básicos da DE.
-        Divulgar obras de autores cuja validade doutrinária seja altamente questionável.
-        Envio de mensagens em massa, o chamado spam.
-        Atacar outras religiões e doutrinas desnecessariamente.
-        Fazer campanha contra grupos, incluindo espíritas, por acreditarem nos ensinamentos de tal autor ou tal obra, acreditando que com isso eles seriam menos respeitáveis que nós.
Recomendações para se Produzir um Bom Site Espírita

-        O site deve ser legível, agradável e confortável de ler.

-        Oferecer as obras básicas de Allan Kardec ou um link para um site onde seja possível fazer o download delas.
-        Ser fácil para os usuários encontrarem o conteúdo que procuram.
-        Manter a simplicidade, destacando os conteúdos mais importantes.
-        Se for um site temático, dedicado a um autor, fornecer se possível alguma obra do mesmo para que o público possa conhecê-lo melhor.
-        Não disponibilizar material cujos autores ou editoras proíbam a publicação, se for solicitada a remoção de um conteúdo pelos donos dos direitos autorais, devemos respeitar para não entrarmos em conflito com a lei do lugar onde estamos trabalhando.
Conclusão

Vimos aqui recomendações para uma divulgação responsável da Doutrina Espírita-Cristã na internet. Esperamos que este guia seja útil e estimule os irmãos que já conhecem e compreendem a doutrina a compartilharem esse conhecimento, lembrando o ensinamento do Evangelho “Fazei aos outros o que gostaríeis que vos fizessem”. As diretrizes contidas neste artigo não são regras absolutas, são recomendações derivadas de leituras e da experiência. Na propaganda doutrinária, devemos ter o cuidado de não iludir as pessoas e de não semearmos discórdia, mas sim, de semearmos o amor e a sabedoria que é o legado de Cristo e de seus mensageiros. Se agirmos com boas intenções, a lei de Deus nos conduzirá para as boas obras.
 Links úteis para a divulgação do Espiritismo:
Download das obras básicas de Allan Kardec:http://www.febnet.org.br/site/livros.php?SecPad=370&Sec=373
Folheto de divulgação do Espiritismo:http://www.bezerrademenezesnatal.org.br/doutrinaespirita/conheca-espiritismo.html
Um belo artigo de apresentação do Espiritismo com citações selecionadas de diversas obras:http://www.guia.heu.nom.br/espiritismo.htm
Uma pequena seleção de livros espíritas úteis para iniciantes:http://www.kardec.com/literatura_gratuita.html
Segunda parte: informações práticas
Exemplo de uma mensagem de divulgação do Espiritismo que pode ser postada através de e-mails e grupos de usuários

Prezados irmãos,


Gostaria de apresentar a vocês a doutrina espírita que tem sido muito divulgada pela mídia nos dias de hoje. Na doutrina espírita, acreditamos que os espíritos inciam sua evolução simples e sem inteligência e progridem até alcançarem a angelitude através das encarnações, e das experiências que a vida lhes oferece. Acreditamos plenamente na justiça de Deus, sabendo que é nosso dever praticar apenas o bem, de modo a não semearmos sofrimento para nós mesmos.Acreditamos também no amor divino e que a nossa vida se torna cada vez melhor à medida em que nossas almas evoluem e podem habitar mundos cada vez mais felizes.Pela lei da reencarnação, etendemos que não existem erros irreversíveis e se falimos em uma prova ou missão, nos é dada a chance de repetirmos aquela experiência que será útil para a nossa evolução e redenção diante das leis de Deus.No espiritismo não acreditamos em inferno eterno, mas apenas como um estado temporário no qual a alma pecadora se purifica e depois poderá continuar sua evolução até a redenção completa.Respeitamos todas as religiões e crenças e entendemos que o importante não é a religião que a pessoa pratica mas sim o bem que ela faz, a sua honestidade e as demais qualidades morais.Quem se interessar pela nossa doutrina, pode estudá-la através de livros que estão disponíveis gratuitamente no seguinte site:
http://www.sej.org.br/livros.html

Os mais importantes deles para os iniciantes são: O Livro dos Espíritos e O Evangelho Segundo o Espiritismo. Outro livro interessante é o Nosso Lar, do qual foi extraída a história do filme de mesmo nome que está fazendo muito sucesso.

Mais dicas sobre como criar um site espírita

Um site sobre o Espiritismo pode conter, por exemplo:


-        Uma página inicial com informações básicas sobre a Doutrina Espírita.

-        Uma página com artigos selecionados.
-        Mensagens espíritas.
-        Preces espíritas
-        Livros de autores idôneos.
-        Palestras em áudio.
-        Links para vídeos.
-        Links para outros sites espíritas com bom conteúdo.
O que não é conveniente publicarmos em um site espírita

-        Críticas contundentes a outras religiões, até porque estas afastariam pessoas dessas religiões que porventura visitassem o nosso site e poderiam desencadear discussões indesejadas pela internet.

-        Racismos e outros preconceitos.
-        Material relacionado a sensualidade.
-        Material considerado pirata, como músicas, filmes, etc, afinal precisamos agir de acordo com a lei do mundo onde nos encontramos.
-        Críticas e discussões políticas, que causariam a antipatia de pessoas de determinado partido, grupo, etc.
-        Qualquer atitude antiética, em desacordo com os princípios básicos da doutrina cristã.
Como fazer um site sobre o Espiritismo

Um site simples, com textos, imagens e livros, não é difícil de ser construído. Para quem se interessar em realizar tal trabalho, poderá fazer um curso de webdesign em uma escola de informática, ou estudar através de sites e apostilas disponíveis na própria internet. Além do conhecimento técnico, o divulgador do Espiritismo deve conhecer a base da doutrina para realizar um trabalho com confiança e fidelidade aos seus princípios.

Onde publicar o site

Um dos melhores provedores de hospedagem gratuita para websites de pequeno porte é o 110mb (
www.110mb.com), por apresentar um bom funcionamento; não ter regras que dificultem a vida do autor do site, como a necessidade de logins frequentes para não perder a conta; permitir arquivos de até 8 Mb; e não exibir anúncios inconvenientes nos sites publicados. As únicas dificuldades são a falta de suporte ao protocolo FTP, o que dificulta um pouco o carregamento de sites com muitos arquivos e o fato de o serviço ser em inglês, o que dificultaria a utilização por quem não tem conhecimento do idioma.Outra opção é o Freehostia (http://freehostia.com/), mas tem o limite de 500 Kb para arquivos, se quisermos publicar livros em um site utilizando este serviço, provavelmente precisaremos terceirizar esta hospedadem, indicando links para outros sites que contenham os livros que quisermos divulgar ou hospedarmos os livros em um serviço como o 4shared.Um serviço de publicação de sites diferente é o Google Sites (http://sites.google.com/), que permite a criação de sites a partir de um editor próprio online, sendo possível escolher a aparência do site entre uma grande variedade de modelos; uma opção simples para iniciantes, mas é preciso entender os textos em inglês para aprender a utilizá-lo. Uma das vantagens deste serviço é a possibilidade de tornar disponíveis arquivos de até 20 MB.Mais uma opção para publicarmos artigos e notícias, sem que tenhamos conhecimentos técnicos de webdesign é criar um blog em um serviço como o Blogspot (https://www.blogger.com) ou outros similares que encontramos facilmente na internet.
Onde hospedar arquivos maiores como palestras em áudio, por exemplo.

Um dos serviços mais utilizados para esta finalidade é o
www.4shared.com, onde podemos manter disponíveis arquivos de até 200 MB. Efetuamos o upload do arquivo, e é gerado um link que podemos postar em nosso site ou em outro meio virtual, como e-mails, fóruns, etc. Para mantermos o nosso registro neste serviço, é necessário efetuarmos login todo mês.
Conclusão
Vimos neste artigo, sugestões de como divulgarmos a nossa doutrina na Internet. Esperamos que este artigo seja útil e estimule, os que gostarem desta atividade, a tornar mais conhecida a Doutrina Espírita-Cristã. Os que não gostarem ou não souberem praticar esta atividade, evidentemente não são obrigados a fazer, o presente artigo é apenas um convite à prática de um tipo de caridade que certamente é relevante e produz bons frutos se realizado corretamente. Nas palavras do guia espiritual Emmanuel, “A maior caridade que se pode fazer pelo Espiritismo é a sua divulgação.”.


Softwares úteis para o estudo da Doutrina Espírita
Editor de textos compatível com os formatos DOC e DOCX, para ler livros, escrever artigos, etc:http://www.abisource.com/

Dicionário virtualhttp://www.auletedigital.com.br/

Compactador/descompactador de arquivoshttp://www.7-zip.org/

Fonte: Forum Espírita

Programa Universo Espírita

http://www.correiofraterno.com.br/universoespirita

sábado, 19 de fevereiro de 2011

19/02/2011(NOTÍCIA ESPÍRITA)Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita



            Por que a população somente encontra o verdadeiro significado da palavra caridade quando estamos sendo maltratados por calamidades gigantescas?
            Se observarmos ao nosso redor, em tempos como estes que estamos vivenciando, surgem almas verdadeiramente abnegadas que não pensam em outra coisa que não seja fazer a caridade ao irmão que mais necessita, não importa de que forma.
LEIA MATÉRIA COMPLETA NO ENDEREÇO:

Diversos Vídeos Espíritas - dailymotion

 
http://www.dailymotion.com/related/x4p0cx/1

Indagações a respeito de psicopatia - Espiritismo Responde.

Por: O Consolador




1) O Espiritismo reconhece a existência dos psicopatas?
2) Esse transtorno de personalidade é da natureza perversa do Espírito ou é uma patologia transitória do indivíduo?
3) Esses indivíduos algum dia irão sentir remorso pelo que fizeram?
4) Qual o destino deles após desencarnarem?
5) Como se relacionar com essas entidades de maneira a constrangê-las a não desenvolverem seus predicados perversos?
6) Eles também seguem um programa de evolução espiritual para o bem?
7) Se a correção do indivíduo se faz através da sua consciência e sentimento de arrependimento, como transpor essa questão para o caso dos psicopatas (uma vez que são desprovidos do sentimento de culpa e remorso)?

LEIA AS RESPOSTA NO SITE: 

(1:28:19)Palestra-Nazareno FeitosaAlcoolismo, Vícios e o Amor Incondicional

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Conceitos e Ação


Se dizem que a tua é uma luta inglória, porque abraçaste o labor da semeação evangélica no momento em que a astúcia e a agressividade campeiam a soldo do egoísmo e da violência, não lhes dês ouvidos e prossegue, tranqüilo.
Se afirmam que os teus ideais ocultam as tuas frustrações e que as tuas dores são síndromes de alienação, porque aprendeste a agir pelo perdão quando outros reagem pelo ressentimento, não te inquietes, antes permanece intimorato.
Se apregoam os teus deslizes, em detrimento dos esforços que fazes por superá-los, apenas porque te recusas a compartir das horas frívolas e dissolventes, em face da tua vinculação com a fé, não te proponhas defesas, mantendo-te no dever.
Se insistem em espicaçar-te pela ironia ou ridicularizar- te mediante a felonia, porque não te surpreendem nos gravames com que te brindariam, já que abraçaste o compromisso da renovação espiritual, não te sintas molesto ou sensibilizado, avançando sem receio.
Se te injuriam o nome e te agridem a honorabilidade com suspeitas e propostas infelizes, em razão da robustez da tua perseverança, não te deixes abater, demorando-te no bem.
O seixo não se faz diamante se enaltecido a essa posição e a estrela fulgurante não se apaga se uma pedra atirada do lago que a reflete parece despedaçá-la...
Na aduana das opiniões, o ônus que paga a mercadoria da verdade é sempre alto.
A leviandade, porque não se pode ou quer modificar, é estulta, porém transitória, mas o compromisso com o ideal do bem, apesar de áspero, é duradouro nos resultados.
Se abraças a cruz do serviço em nome do Cristo, reserva-te o direito do testemunho.
Quem O segue, perde os interesses comuns e se fixa nos objetivos dEle.
Ainda não há compreensão para quantos se afeiçoam à luz da verdade libertadora.
Seus pés caminham pelas estreitas sendas...
Muitos lhes comentam os aparentes triunfos ? os que o mundo, enganosamente, pretende oferecer ? porém as lágrimas nascidas nas fontes do silêncio passam desconhecidas.
Desejam a ascensão e o brilho enganoso dos acumes, no entanto, se recusam a subida, passo a passo, mediante os esforços dos pés e brasas vivas.
A ressurreição produziu gáudio nos discípulos saudosos do Mestre, tanto quanto a crucificação lhes propiciara pavor.
Aquela, todavia, jamais ocorreria, sem esta última, que a desvela.
Desse modo, não desconsideres a luta, nem a prova, nem a renúncia.
Vinculado ao Evangelho, semeia a palavra de vida e vive na luz da esperança, até o momento em que, findo o compromisso, te liberes da jornada exaustiva.
Até lá, insiste e ensina, persevera e luta, a sós, se necessário, porém, fiel até o fim.

Franco, Divaldo Pereira. Da obra: Otimismo. Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis. Editora LEAL. 

* * * Estude Kardec * * *

Curso de Ingles Grátis

Ser Especial



Ser especial


Conta-se que um famoso palestrante começou um seminário segurando uma nota de cem reais. Para as cerca de duzentas pessoas que se encontravam na sala, ele perguntou quem queria aquela nota.
Todos ergueram a mão.

Então, ele amassou a nota e perguntou outra vez quem desejava possuí-la. As mãos continuaram erguidas.
Ele amassou a nota um tanto mais. Depois de se encontrar bem amarrotada, a mostrou ao público e repetiu a pergunta.

Eles continuavam a querer a nota. Agora, pareciam ansiosos, esperando que ele decidisse, de uma vez por todas, quem a receberia.

Mas, o palestrante a colocou com cuidado sobre a mesa, procurando alisá-la, a fim de que melhorasse seu aspecto. Enquanto ia fazendo isso, lentamente, foi falando:

O que acabamos de vivenciar nos deve servir de grande lição. Não importa o que eu faça com o dinheiro, vocês ainda irão querer esta nota, porque ela não perde o valor.
Amarrotada, amassada, dobrada, envelhecida, enrugada, ela continuará a ter o mesmo valor, cem reais.

Pois bem. Em nossas vidas também ficamos um tanto amassados, amarrotados pelas desilusões que nos permitimos, pelas dificuldades próprias da vida, pelo cansaço que vai tomando conta de nós.

Às vezes, nos dobramos ante o peso das dores que nos chegam. De outras, o pranto que derramamos pela perda financeira ou pelo abandono de um amigo, nos deixa com aspecto doentio, enrugado. É como se nos permitíssemos murchar pela dor.

Os anos pintarão marcas em nossas faces, alterando o brilho dos olhos e a maciez da pele. As mãos perderão algo da sua flexibilidade e as pernas demorarão um pouco mais para a realização dos movimentos.

A nossa memória poderá nos pregar algumas peças, ensejando-nos trocar nomes de pessoas, esquecer datas importantes ou fatos ocorridos.

De outras vezes, poderemos nos sentir como notas sujas, pelas decisões erradas que tomamos. É quando o remorso chega e tenta se assenhorear de nossa mente.

Quando tudo isso acontece, nos sentimos homens ou mulheres sem valor.

Mas, não é verdade. Não importa quanto estejamos sujos, maltratados, amarrotados, pisados, enrugados. Continuamos a ter valor. Um valor especial.

Isso porque cada um de nós é especial. Somos espíritos imortais e se, a caminho da perfeição, passamos por pântanos, estradas solitárias e lamaçais, ainda assim continuamos a ser especiais.


*   *   *

Não entremos em depressão por descobrir que somos uma pessoa com muitas falhas.
É sempre tempo de recomeçar. Levantemos a cabeça. Tomemos a decisão. E mudemos.
Se praticamos o mal, proponhamo-nos a consertar o que for possível.

Se estamos magoados, sacudamos a poeira dos sentimentos que nos deixam doentes, observemos o dia que nasce e conscientes de que somos únicos, adentremos pelos caminhos que produzem vontade de viver.

Se, por acaso, descobrirmos que ninguém nos ama, tenhamos certeza que, acima e além de todos, quem nos criou, nos ama de forma incondicional.

Assim, espanquemos a tristeza. Acabemos com o desânimo.
Lembremos: hoje é o melhor dia de toda nossa vida. E somos seres muito, muito especiais.

Redação do Momento Espírita, com base no
artigo Para um amigo especial, de autoria
ignorada.
Em 23.4.2014.

FEDERAÇÕES ESPÍRITAS

FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DO ACRE

Federação Espírita de Alagoas

Federação Espírita do Amapá
Federação Espírita Amazonense
Federação Espírita do Estado da Bahia
Federação Espírita do Estado do Ceará
Federação Espírita do Distrito Federal
Federação Espírita do Estado do Espírito Santo
http://www.feees.org.br/
Federação Espírita do Maranhão
http://www.femar.org.br/paginas/proximos_eventos.php Federação Espírita do Estado do Mato Grosso http://www.feemt.org.br/
União Espírita Mineira
http://www.uemmg.org.br/ Pará Espírita http://www.paraespirita.com.br/site3/ Federação Espírita Paraibana http://fepb.org.br/ Federação Espírita do Paraná http://www.feparana.com.br/ Federação Espírita Piauense http://www.fepiaui.org.br/site/ Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro http://www.ceerj.org.br/portal/ Federação Espírita do Rio Grande do Norte http://www.fern.org.br/ Federação Espírita do Rio Grande do Sul http://www.fergs.org.br/portal/ Federação Espírita Raraimense http://www.fer.org.br/ Federação Espírita Catarinense http://www.fec.org.br/ Portal da Federação Espírita do Estado de São Paulo http://feesp.com.br/eventos/palestras/ Federação Espírita do Estado de Sergipe http://www.fees.org.br/ Federação Espírita do Estado do Tocantins http://www.feetins.org.br/ Federações Espírita http://www.fern.org.br/movimento-espirita/links/14-federacoes.html

NATAL É JESUS

“Há mais, muito mais, para o Natal do que luz de vela e alegria; É o espírito de doce amizade que brilha todo o ano. É consideração e bondade, é a esperança renascida novamente, para paz, para entendimento, e para benevolência dos homens.”